Domingão do Faustão

Domingão do Faustão é um programa de auditório brasileiro dominical da Rede Globo. O programa está no ar desde 1989, sendo um dos programas mais antigos da emissora, e desde então é comandado por Fausto Silva, mais conhecido como “Faustão”. Tinha, inicialmente, direção de criação e artística de Augusto Cesar Vanucci e direção geral de Detto Costa. Já passaram pela direção de produção Marcelo Paranhos, Carlos Henrique de Cerqueira Leite, Aluísio Augusto e Jayme Praça. Atualmente, tem direção geral de Jayme Praça e gerência de produção de Roberto Ribeiro Costa.
O início (1989-1996)
O apresentador do programa, Faustão, em foto antiga, antes do processo de redução estomacal.
O Domingão do Faustão estreou na Rede Globo no dia 26 de março de 1989 precisamente às 14h55min, num domingo de Páscoa, comandado por Fausto Silva, recém-saído da Rede Bandeirantes. O programa foi criado para frear a audiência do Programa Silvio Santos (SBT), até então líder de audiência nas tardes de domingo, cumprindo o objetivo em pouco tempo. Desde seu início, o programa contava com uma banda musical que toca ao vivo e um grupo de dançarinas, na Academia do Faustão. Há também entrevistas com atores da emissora e cantores, assim como atrações populares em vários quadros. Ao fim, ia ao ar as tradicionais vídeo-cassetadas. Por questões contratuais, a geração do programa se dividia entre a Cidade do Rio de Janeiro e a Cidade de São Paulo, assim facilitando o recebimento de convidados ilustres que residiam em ambas as cidades. Mas a partir de janeiro de 2015 o Domingão passou a ser gerado somente de São Paulo a pedido de Faustão. Até 1993, o programa terminava às 19h e, a partir de então, passou a ter uma hora a mais de duração devido à extinção do Festival Os Trapalhões. Em 1995, foi criado o quadro Melhores do Ano, que premiava os artistas que fizeram mais sucesso na teledramaturgia, jornalismo, comédia, música e esportes na Rede Globo. Até 2002, os vencedores eram escolhidos por funcionários da própria emissora, mas a partir de então os mesmos passam a escolher três finalistas. Além disso, os mesmos são submetidos à votação do público, que escolhe o vencedor de cada categoria.
Problemas de audiência e reação (1997-2001)
Em 1997, a audiência do programa passou a ser ameaçada pelo Domingo Legal (SBT), apresentado por Gugu Liberato, chegando inclusive a perder a liderança em outubro. Nos anos seguintes, a disputa passou a empatar e monopolizar a audiência entre ambos os programas, com até 60% contra as outras redes. No início dos anos 2000, Gugu tomou a liderança absoluta do programa, rareando cada vez mais as lideranças da Globo, fazendo com que a emissora começasse a intervir no programa que não apresentava mudanças desde sua estreia: tentaram programa gravado, mas tanto a imprensa como a opinião pública criticaram duramente o programa. Depois da queda de audiência durante o fim dos anos 90 e início dos anos 2000, o programa começou a reagir aos poucos com suas mudanças. Porém, outras emissoras começam a dificultar a audiência da dupla Faustão-Gugu, exibindo filmes e esportes. Mas o Domingo Legal se envolveu em um escândalo em 2003 quando levou ao ar uma entrevista forjada com a facção PCC, e o programa da Globo e o recém-criado Pânico na TV, da RedeTV!, foram favorecidos.
De volta à liderança (2002-2009)
A partir de 2004, o Domingão do Faustão demonstrou várias vitórias seguidas contra o Domingo Legal, que chegou a ser ameaçado apenas pela RedeTV! (com o Pânico na TV) e a Band (com o futebol). Em 2008, um especial marcando as mil exibições do programa foi levado ao ar e mereceu destaque na Revista Veja.[1] Em 2009, o programa completou 20 anos com a realização da premiação dos Melhores do Ano 2008 (propositalmente adiada). Além da premiação, foram anunciadas novidades na programação da emissora. Em dezembro, Adriana Colin (responsável pelo merchandising), Caçulinha (diretor musical da banda) e Lucimara Parisi (diretora do programa) deixaram o programa por conta da rescisão de seus respectivos contratos.
Perda de audiência (2010-2018)
Em 2010, os programas Domingo Espetacular (Record) e Programa do Gugu (Record) representaram uma nova ameaça para o Domingão do Faustão, que chegou a ser derrotado em várias regiões brasileiras, em destaque na Grande SP (a medição do IBOPE na Grande SP é a principal referência no mercado publicitário). Gugu voltava a ameaçar Faustão. Em 2011, o Domingão marcou média de apenas 10 pontos no IBOPE Media Information na Grande SP. Em alguns momentos do dia, Faustão chega a perder para Record e SBT. No dia 17 de abril de 2016, pelo primeiro domingo desde a estreia, o programa não foi exibido, em função da votação da admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
Saiba mais sobre o programa Domingão do Faustão