0

Ribeirão do Tempo 03/04/2017 Capítulo 21

Joca se assusta ao ouvir ruído da porta se abrindo. Ajuricaba entra de arma em punho, e encara o detetive. Joca tenta fugir, mas é detido por um guarda. Ele explica que estava trabalhando, mas Ajuricaba afirma que ele está preso e que vai indiciá-lo por assassinato. Léia vê o filho sendo levado, sem poder fazer nada. Patrícia pede para Lincon ajudá-la a tirar André da manifestação, pois não quer ver o filho sendo preso. Lincon diz que o filho age por conta própria. André se recusa a ir para casa e Patrícia resolve ficar lá também. Arminda sonha com Joca e acorda assustada. Lincon chega à redação e observa Carmem, que acabou pegando no sono. Ajuricaba pergunta a Joca o que ele estava fazendo na casa de Heleninha. O detetive conta que estava investigando. O delegado manda o guarda levar Joca para cadeia. Léia conta a Sancha e Filomena que Joca foi preso. Flores explica a Nicolau que está saindo tudo como o planejado. Léia e Sancha vão até a delegacia, mas Marta diz que elas não podem ver Joca. Léia consegue falar com o filho pela janela da cela, onde ele está preso. Joca pede para Léia avisar a Doutor Flores que ele fez importantes descobertas. Bill deixa uma cesta com frutas e flores em frente à barraca de Diana/Tião. Ela olha para a floresta, não vê ninguém e pega a cesta, feliz. Morrendo de sono, Patrícia pede para André ir para casa. Marisa avisa ao povo que Heleninha será enterrada no mesmo cemitério que o senador. Flores manda Léia contar a Lincon o que está acontecendo com Joca. Léia vai com Lincon até à janela da cela, onde Joca está. Joca entrega o pendrive para o jornalista e fala para ele prestar atenção no remetente da mensagem. Uma equipe de TV grava o velório do senador. Beatriz chega ao salão e começa a soar uma marcha fúnebre orquestral. O povo presta homenagem a Heleninha na Praça do enforcado. Sancha conta a Romeu que Joca foi preso. Filó diz a Carmem que vai se vingar de Karina. Carmem conta a amiga que está a fim de Lincon. Lincon pluga o pendrive no computador e lê um texto assinado pela Conspiração azul. Ele fica atônito…Eleonora pede para Arminda representá-la no velório do senador. Lincon pede para Ellen encontrá-lo na Folha da Corredeira. Sílvio diz a Guilherme que Zuleide ligou para dizer que ele estava na praça com Tião. Guilherme fala para o pai que Tião/Diana não tem nada demais. Três mulheres choram muito diante do caixão do senador. Beatriz fica irritada e pergunta a Nicolau quem são as mulheres. Lincon conta a Ellen que uma mensagem foi enviada da Secretaria de Segurança do Estado, ameaçando o senador de morte. Lincon mostra a Carmem e a Ellen o manifesto no computador. O jornalista explica que provavelmente foi um policial de alta patente que mandou a mensagem. Ajuricaba interroga Joca, que afirma que descobriu coisas importantes, mas ressalta que só pode revelar a seu cliente. O delegado pergunta a Joca o que ele fez na noite em que Heleninha e Érico foram mortos. Léia diz a Ventania que precisa da ajuda dele para tirar Joca da cadeia. Lincon e Ellen mostram o manifesto ao professor Flores e dizem que quem o descobriu foi Joca. Flores aconselha Lincon a publicar o manifesto, esclarecendo as circunstâncias em que foi obtido. Arminda conversa com Nicolau e Lílian fica furiosa. Teixeira e Célia trocam discretos sorrisos no velório do senador. O guarda conta a Alfredo que o assassino do senador foi pego em flagrante. Alfredo fica chocado ao ouvir que foi Joca quem matou o senador e espalha a notícia pela cidade. Marisa fica preocupada, pois foi ela quem deu a chave da casa de Heleninha para Joca. Joca conta a Ajuricaba que na noite do crime estava com dor de cotovelo no Agito Colonial e que Filomena é testemunha disso. Ventania diz a Ajuricaba que não há nada que o impeça de falar com Joca. Léia e Ventania conseguem falar com Joca. O advogado afirma que vai entrar com um pedido de habeas corpus. Em discurso, Nicolau diz que exige que a polícia cumpra seu dever. Lincon fala pra Ellen que a foto que fez do crime correu o Brasil. Eleonora vai até o local, onde está o túmulo de Heleninha, e joga um ramo de flores para o espanto geral. Lincon pede para Ajuricaba apresentar o suspeito à imprensa. Célia convida Teixeira para jantar em sua casa. Uma das três viúvas explode em pranto. Beatriz joga um buquê em cima da viúva e as três vão embora, apavoradas. Arminda pergunta a Tião/Diana se Joca foi mesmo preso. Diana/Tião diz que sim e ressalta que Joca gosta muito de Arminda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *