0

Ribeirão do Tempo 11/04/2017 Capítulo 27

Eleonora manda Teixeira destruir tudo o que tiver relação com a busca que eles fizeram para encontrar o filho desaparecido dela. Ela revela ao advogado que a mancha que seu filho tem nas nádegas tem a forma parecida com o mapa do Brasil. Filomena chega e vê Querêncio bêbado. Querêncio quebra a taça que estava escondendo da filha e acaba se machucando. Sancha pede para Querêncio arriar as calças para tratar a ferida e repara que ele tem uma macha de nascença no bumbum. Flores revela a Zé Mário que foi Nicolau quem matou o senador. O professor explica que o jovem é seu aliado e vai prestar grandes serviços para ele. Zé Mário fica perplexo com o que escuta. Sereno utiliza um computador de uma lan house, demonstrando muita intimidade com a máquina. Diana confessa a Guilherme que não vai vê-lo saltar, porque vai ficar nervosa. Beatriz e Larissa recepcionam Nicolau e o parabenizam pelo discurso. Newton fala para Sílvio que a manutenção do avião está em dia. Iara salta com um turista. Tito salta com Guilherme. Flores diz a Nicolau que ele o surpreendeu com o discurso. Querêncio pinta um auto-retrato. Arminda pede para Bruno ajudá-la a fazer uma lista das pessoas populares de Ribeirão, pois pretende convidá-las para um evento. Bruno afirma que Querêncio talvez seja o mais popular. Diana tenta conversar com Bill, mas ele foge. Joca fica revoltado ao saber que Ventania cobrou Léia. Léia mente para Joca: diz que grande parte da grana que Flores lhe deu foi para pagar Ventania. André e Sérgio agitam o movimento pela libertação de Joca. André conta para Carmem que já foram arrecadadas quase trinta assinaturas para o abaixo-assassinado. Tito deixa claro para Virgílio que ele não vai propor sociedade para ele. Virgílio afirma que está bem na posição que está e os dois parecem se entender. Guilherme conta como foi o salto para Diana, que o parabeniza. André e Sérgio recolhem assinaturas para o abaixo-assinado. Arminda assina o abaixo-assinado. Marisa fala para Querêncio que ele sabe a vida que ela leva, mas garante que gosta dele. Arminda vai até o ateliê e diz a Querêncio que quer contratar os serviços dele…Arminda diz a Querêncio que quer que ele pinte um quadro de Madame Durrel. A executiva conta que a Patrimônio Eterno quer incentivar as atividades artísticas locais. O pintor explica que precisa pensar, pois não quer ser apontado pelo povo como um traidor. Sancha fala para Filomena que ela precisa procurar um lugar para morar com Querêncio. Filó pede para Sancha ter calma e afirma que vai resolver o problema. Teixeira pede para Célia lhe apresentar alguns pontos turísticos da cidade. Eles combinam de se encontrar fora da cidade para evitar comentários. Querêncio diz a Romeu e a Alfredo que não sabe se vai aceitar a proposta de Arminda, porque acha que há segundas intenções. Querêncio conta para Filó que Arminda quer contratá-lo para pintar um quadro. Célia e Teixeira se encontram e caminham por uma trilha. Arminda e Bruno começam a explicar a Eleonora a ideia que tiveram para que a Patrimônio caia no gosto do povo. Célia e Teixeira param num trecho da floresta e um confessa ao outro que desde que se viram pela primeira vez se sentiram atraídos. Os dois se beijam. Eleonora diz a Arminda e a Bruno que acha a ideia de ter um retrato dela pintado por um artista de Ribeirão ridícula, mas garante que vai pensar na proposta. Flores afirma a Zé Mário que grande parte do grupo deles apoia a posição dele. Nicolau fala na frente de três populares que vai ficar de olho nas repartições públicas de Ribeirão para defender o povo. Marisa presta depoimento. Em depoimento, Nicolau afirma que Tito teria interesse em matar Érico. O senador revela que Érico vinha sofrendo ameaças. Filó visita Joca na cadeia. Nicolau vê Joca na delegacia, o parabeniza pela atitude heróica e diz a Ajuricaba que é uma injustiça o detetive continuar preso. Nicolau afirma que vai batalhar pela libertação de Joca. Sereno observa Guilherme e Diana caminhando pela floresta. Guilherme fala para Diana que quer namorar com ela. Eles se beijam. Bruno pergunta a Célia onde ela passou a tarde. Ela mente que foi conversar com uma amiga. Teixeira gosta da ideia de Arminda e Bruno e aconselha Eleonora a ficar em Ribeirão por mais um tempo. Marisa fala para Querêncio aceitar a proposta de Arminda. Virgínia ouve Sônia falando ao telefone e pergunta quem ela está namorando. Sônia afirma que não está namorando. Querêncio diz a Arminda que topa pintar o quadro e avisa que quer metade do pagamento à vista. Nasinho e um amigo veem Diana e correm para pegá-la. Sereno observa de longe o que acontece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *