0

Ribeirão do Tempo 13/04/2017 Capítulo 29

Virgílio diz a Newton que está rolando um boato de que Guilherme foi pego beijando Tião. Newton não dá atenção a Virgílio. Iara fala para Virgílio que eles desviaram muito dinheiro do faturamento e que Tito vai acabar percebendo. Iara afirma que não quer continuar a fazer falcatrua. Virgílio responde que ela já foi longe demais para desistir. Nicolau conta a Arminda que Tito se apropriou das terras que são da família dele. O senador oferece champanhe a Tito e Karina. A contragosto, Tito ergue a taça para Nicolau. Karina bebe a champanhe com prazer. Eleonora pergunta a Teixeira se ele quer voltar com ela para a Europa. Ele afirma que mesmo estando com outra identidade prefere não arriscar. Tito vai até a mesa de Nicolau e lhe agradece pelo champanhe. Os dois se estranham, mas fingem que está tudo bem. Zé Mário diz a Flores que jamais vai concordar com ele. Flores diz ao amigo que ele virou um burguesinho acomodado. Arminda conta a Nicolau que pretende presidir a empresa quando madame Durrel se afastar. Arminda e Nicolau vão para o motel e ela se força a se entregar. Arminda chega em casa e fica irritada ao pensar em Joca. Lílian exige que Nicolau lhe conte com quem passou a noite. Nicolau responde que foi com Arminda. Diana acorda, agradece a Bill pela ajuda e dá um cordão de lembrança para ele. Carlos conta a Newton que Tião mora no meio do mato e afirma que a história do beijo é mentira. Zuleide e Newton discutem. Ellen diz a Sílvio que se a história do beijo for verdade o ideal é continuar tentando conversar com Guilherme. Zuleide liga para Ellen, que corta logo o papo. Sílvio e Ellen dizem a Guilherme que acham melhor ele não ir à escola até a poeira baixar. Diana vê Carlos indo para o colégio e pede para ele ajudá-la. Carmem mostra o anúncio da Patrimônio Eterno para Filomena. Querêncio chega para mais uma sessão de pintura e acaba discutindo com Eleonora. Nasinho dá queixa contra Sílvio na delegacia. Diana vai até a sala de Arminda e pede ajuda para a executiva. Diana fala para Arminda que está perdida e revela sua verdadeira identidade. Diana explica para a executiva a confusão com a história do beijo. Patrícia diz a Lincon que está se sentindo sozinha. Lincon fala que foi ela quem optou pela solidão. Lincon vê André conversando com Sônia de longe e pergunta ao filho quem é a moça. André diz que é uma chata reacionária. Diana revela a Arminda que vai contar que é menina para todo mundo para livrar a cara de Guilherme. Querêncio pede para madame Durrel fazer uma cara mais simpática. Diana acaba de contar sua história para Arminda, que promete ajudá-la. Diana liga para Guilherme e afirma que vai denunciar Nasinho à polícia. Karina conta para Zuleide que Nicolau ficou olhando para ela. Arminda pede para Bruno representá-la na reunião dos empreiteiros. Eleonora convida Querêncio para almoçar na casa dela, mas ele diz que não está acostumado com comida de rico. Ajuricaba sente-se honrado com a presença de Arminda na delegacia. Diana conta ao delegado que fugiu de casa porque se aborreceu com a tia com quem morava e que passou a ser vestir de menino por que o preconceito é menor. Querêncio almoça e bebe uns copos de cachaça no Já Era. Teixeira diz a Eleonora que, pela idade, Querêncio pode ser o filho perdido dela. Arminda se compromete a ficar com Diana até ela voltar a morar com a tia. Diana caminha pelo Centro Histórico de Ribeirão sem boné. Arminda fala para Diana que não tem nenhum interesse em Joca. Diana encontra Carlos, assume que é menina e pede para ele avisar Guilherme que ela vai embora de Ribeirão. Zé Mário diz a Flores que vai falar para os companheiros que ele precisa ser detido, pois se tornou um fascista disfarçado. Diana agradece Arminda pela ajuda. Querêncio pega no sono, enquanto Eleonora vai ao banheiro. Eleonora vê Querêncio dormindo no sofá e manda-o sair de lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *