A Casa Das Sete Mulheres

A Casa das Sete Mulheres é uma minissérie brasileira produzida pela Rede Globo e exibida entre 7 de janeiro e 8 de abril de 2003, em 51 capítulos, às 23 horas. Escrita por Maria Adelaide Amaral e Walther Negrão, é livremente inspirada no romance homônimo da escritora gaúcha Letícia Wierzchowski, e contou com a colaboração de Lucio Manfredi e Vincent Villari; sob direção de Teresa Lampreia, direção geral de Jayme Monjardim e Marcos Schechtman, e direção de núcleo de Jayme Monjardim. Contou com Camila Morgado, Mariana Ximenes, Eliane Giardini, Samara Felippo, Daniela Escobar, Nívea Maria, Bete Mendes, Marcello Novaes, Luís Melo, Thiago Fragoso, Heitor Martinez, Werner Schünemann, Thiago Lacerda e Giovanna Antonelli nos papéis centrais.
Sinopse: Em meados da década de 1830, a situação política no Brasil fervia. Após a abdicação de D. Pedro I, os mandos e desmandos dos regentes que assumiram o controle do governo atingiam o limite crítico. De norte a sul do país começaram a estourar revoltas lideradas por homens que queriam se libertar do jugo do Império. No sul, uma dessas revoltas levaria cerca de dez anos para uma solução final: a Revolução Farroupilha. Setembro de 1835 marca o início da guerra. Os revolucionários exigem a deposição inconteste do presidente da província e a adoção de uma nova política, menos extorsiva e mais justa, para o principal produto da economia local, o charque, que era sobretaxado pelo Império. O que aconteceria depois seria uma luta dramática de latifundiários rio-grandenses e seus exércitos contra o Império Brasileiro. Ao rebentar a revolução, seu principal líder, Bento Gonçalves, já aclamado herói gaúcho, antes de partir para o campo de batalha, manda tirar mulheres e crianças de sua família do epicentro do conflito e os envia para o interior da província. Na estância da Barra, de propriedade de sua irmã Ana Joaquina, um local protegido e de difícil acesso, elas estariam a salvo e longe dos horrores da guerra. Bem casado com a uruguaia Caetana, Bento formava uma família-modelo que suscitava a admiração e a inveja de seus amigos e inimigos. Quando sua família se reúne para refugiar-se na Estância da Barra, Caetana segue com a filha mais velha, Perpétua, e os filhos pequenos. E são acompanhados pela irmã mais nova de Bento, Maria, e suas três jovens filhas: Rosário, Manuela e Mariana. É na estância que essas mulheres viverão todas as angústias de uma guerra. É lá que elas vão esperar por seus homens – relacionamentos existentes e outros que ainda vão surgir -, e viver a amargura do abandono e a intensidade dos poucos momentos de alegria. É lá que elas vão fazer o impossível para mantê-los vivos e dispostos a lutar pelos seus ideais. E viver de suas intuições e premonições com as quais tecem o fio condutor de suas vidas. Entre tantos heróis envolvidos no conflito, está o italiano Giuseppe Garibaldi, que mais tarde seria um dos responsáveis pela unificação de seu país de origem. No campo de batalha, em meio a tantos homens, se destaca uma mulher de fibra, Anita, a futura esposa do corsário Garibaldi, por quem ela deixa um casamento e parte em busca de aventuras. A Revolução Farroupilha – o mais longo conflito civil do continente americano – sob o ponto de vista de sete mulheres. Com idades e temperamentos diferentes, elas enfrentaram toda a sorte de privações, dificuldades, tentativas de invasão e saque sem jamais abrir mão dos seus sonhos, paixões e projetos de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *