Amor à Vida

Amor à Vida é uma telenovela brasileira produzida pela Rede Globo e exibida no horário das 21 horas, entre 20 de maio de 2013 e 31 de janeiro de 2014, em 221 capítulos, substituindo Salve Jorge e sendo substituída por Em Família. Foi a 5ª “novela das nove” exibida pela emissora. Escrita por Walcyr Carrasco, teve a colaboração de Daisy Chaves, Eliane Garcia, Daniel Berlinsky e Márcio Haiduck. Com direção de Marcelo Travesso, Marco Rodrigo, André Felipe Binder, André Barros e Marcus Figueiredo. A direção geral foi de Mauro Mendonça Filho e núcleo de Wolf Maya.
Contou com as participações de Paolla Oliveira, Malvino Salvador, Juliano Cazarré, Mateus Solano, Susana Vieira, Antônio Fagundes, Elizabeth Savalla, Tatá Werneck. Em 2016, a trama foi vencedora do GLAAD Media Awards (Associação Contra a Difamação de Gays e Lésbicas) na categoria Melhor Novela.
Enredo: Os irmãos Félix (Mateus Solano) e Paloma (Paolla Oliveira) vão disputar a herança do pai, César Khoury (Antônio Fagundes), dono do hospital San Magno, em São Paulo. Com esse objetivo, Félix não medirá esforços para tentar tirar sua irmã do caminho. César é quem rege as regras no hospital. Clínico geral e casado com Pilar (Susana Vieira) desde os tempos de faculdade, procura sempre na filha o seu sucesso em vida. Parece que ele projeta seu próprio futuro nela. Já a matriarca morre de amores pelo filho mais velho, por quem o pai não tem tanto apreço. Félix é considerado a “ovelha-negra” da família por César e acaba ganhando uma superproteção exclusiva de Pilar. Incapaz de se formar como médico, Félix acabou enveredando pelos caminhos da administração para conseguir uma patente plausível para pôr em prática suas tramoias dentro do hospital. Frio e ambicioso, desvia dinheiro, se aproveita de informações privilegiadas e planeja sempre a execução de seu maior plano: tomar a frente dos negócios da família. O que ninguém sabe é que ele próprio vive um grande dilema: é homossexual não assumido. Casado com Edith (Bárbara Paz), tem um filho adolescente, Jonathan (Thalles Cabral). Durante uma viagem de família ao Peru, Paloma se apaixona pelo aventureiro Ninho (Juliano Cazarré), com quem acaba fugindo para se ver livre das pressões da família Khoury. Ela engravida, mas a relação dos dois desmorona. De volta ao Brasil, Paloma acaba dando à luz no banheiro de um bar do centro de São Paulo, com a ajuda de Márcia (Elizabeth Savalla), uma ex-chacrete que dedica sua vida a instruir a filha, Valdirene (Tatá Werneck), a encontrar um marido rico. Félix vai atrás da irmã e, ao encontrá-la desfalecida e sozinha após o parto, sequestra sua sobrinha sem piedade e joga a recém-nascida numa caçamba de lixo. No mesmo instante, no Hospital San Magno, Bruno (Malvino Salvador) está arrasado por ter perdido a esposa grávida e seu filho no momento do parto. Abalado, ele anda desorientado pelas ruas até que escuta um choro de criança. Bruno acaba encontrando o bebê jogado no lixo por Félix e decide adotar a criança, comovido e fragilizado. Doze anos depois, Paloma e Bruno se conhecem ao acaso no hospital. Os dois se apaixonaram por conta de Paulinha (Klara Castanho), filha dela, que tem consultas periódicas com a pediatra, sem que ela saiba que a menina é sua cria. Uma forte ligação une os três, inexplicavelmente. No entanto, ao descobrir o paradeiro da filha e a identidade da menina, Paloma fará de tudo para recuperá-la na justiça e assim baterá de frente com Bruno. O amor à vida colocará o casal em lados opostos, provocando uma disputa entre eles, à medida em que vão ruindo os segredos da família Khoury, na qual Félix é o principal personagem.
Saiba mais sobre a telenovela Amor à Vida