O Rico e Lázaro de 13 a 16 de Agosto de 2019

Terça, 13 de Agosto Capítulo 01

O homem Rico caminha, sem mostrar o rosto, em um ambiente sombrio e macabro. Angustiado, ele escuta vozes. Chamas emergem do fundo de um precipício. O homem tenta buscar outro caminho, mas não consegue fugir daquele local; o inferno. O Rico grita pedindo socorro, mas ele só escuta o barulho do fogo que causa um calor insuportável. Ruídos estranhos e perturbadores ecoam no ar. Ele clama pela ajuda de Deus e no mesmo lugar avista Abraão. O Rico percebe que há alguém ao lado de Abraão. Trata-se de um homem vestido como rei, iluminado por fachos de luz. É Lázaro. O homem Rico parece não acreditar no que vê. Ele pede para Abraão ajudá-lo de alguma maneira. Abraão avisa que o homem Rico sempre ganhou coisas boas na vida, enquanto Lázaro sempre recebeu o oposto. O Rico, então, pede para Abraão mandar o Lázaro ir até sua casa para avisar aos seus familiares para que eles não tenham o mesmo destino. Abraão diz que o povo não ouviu Moisés e os profetas e, por isso, também não ouviriam alguém que ressuscitasse dos mortos. Nesse momento, o fogo impede o Rico de ver Abraão. Ele se desespera ao ver uma enorme fornalha acesa, prestes a devorá-lo. Jerusalém, 605 a.C. Os meninos Asher e Zac brincam lutando com espadas de madeira. Eles avistam Chaim se aproximando e Zac se esconde. Joana observa os meninos. O profeta Jeremias observa muitos hebreus cultuando falsos deuses e lamenta. Ele afirma que o povo de Jerusalém precisa ouví-lo. Aicão alerta o rei Eliaquim sobre a revolta do povo com os altos impostos. O soberano diz não acreditar nos avisos de Jeremias e outros profetas. No campo de batalha, Nabucodonosor ordena que seu exército ataque os egípcios. Asher e Zac pedem para Abel lhes ensinar a atirar com arco e flecha. Eles desobedecem a ordem do rapaz e sobem no alto da muralha. Enquanto brinca, Asher se desequilibra e cai. Zac grita desesperado. Nabucodonosor se junta aos seus guerreiros e luta no campo de batalha contra os egípcios. Zac vê Asher pendurado em um galho e tenta ajudá-lo. O menino não consegue ajudar o amigo e eles acabam caindo. Joana os salvam ao trazer uma carroça cheia de palha e impede a queda. Joaquim, Hassube e Zuriel zombam de Zac e Asher. O sacerdote Fassur se incomoda com a chegada de Jeremias. Joaquim observa e sai para avisar ao rei Eliaquim sobre a presença do profeta. Jeremias fala ao povo e é hostilizado. O jovem oficial Nebuzaradã salva a vida de Nabucodonosor na batalha. o rei vibra com a vitória dos babilônicos. Eliaquim pede para Micáias e Gedalias darem um jeito em Jeremias. Nas ruas de Jerusalém, o povo pede a morte do profeta. Zadoque tenta defender Jeremias. Fassur inflama a revolta do povo contra o profeta. Ravina e Baruque tentam defender Jeremias. Aicão, em nome do rei, ordena que levem Jeremias para o Pátio do Templo. Joana fica preocupada. Nabucodonosor convida Nebuzaradã para fazer parte de sua guarda pessoal. Arioque avisa que o rei Nabopolasar acaba de morrer. Aicão avisa que Jeremias não será punido. Fassur lamenta a decisão. Joana esbraveja com Fassur. Jeremias é libertado e assusta o povo ao dizer que Jerusalém será destruída. Na Babilônia, Nabucodonosor conversa com o filho Evil-Merodaque e diz que um rei deve ser destemido. Aspenaz ajuda Nitócris a escolher seus adornos. Nebuzaradã se impressiona com a grandiosidade e luxuosidade do palácio. Arioque o aconselha a ficar longe das filhas do rei. Zabaia entrega a filha Sammu-Ramat para o dono de um bordel. O cortejo com a família real deixa o palácio. Shag-shag recebe Sammu-Ramat na Casa da Lua. Hurzabum avisa sobre o cortejo e eles seguem para ver. Sammu-Ramat se encanta por Nebuzaradã. Eliaquim é avisado sobre a vitória dos babilônicos em cima dos egípcios. Zadoque se reúne com as crianças e conta algumas histórias sobre o povo hebreu. Elga pergunta para Zelfa sobre o amuleto da deusa Isthar e a serva avisa que jogou fora. Nabucodonosor e sua comitiva sobem as escadarias do templo de Marduk. O sacerdote Beroso deseja vida longa ao rei.

Quarta, 14 de Agosto Capítulo 02

Uma grande festa é dada para saudar Nabucodonosor no palácio. Shag-shag reclama do silêncio de Sammu-Ramat. A rainha Amitis diz que o marido honrará o reinado de Nabopolasar. Arioque conversa com Nebuzaradã. Aspenaz vai até Nitócris e avisa que é hora de se recolher. A princesa reclama, mas obedece ao saber que são ordens da rainha. Beroso anuncia a entrada de dançarinas para saudar o rei. Em Jerusalém e inconformado com o comportamento de seu povo, Jeremias tenta falar com o Senhor. Joana recebe o carinho de seus pais, Marta e Efraim. Zelfa cuida de Zac e os outros filhos de Elga. Zac elogia a beleza de Joana e se decepciona ao notar o jeito que ela olha para Asher. Daniel observa o profeta Ezequiel mais afastado. Abel ensina Asher e Zac a manusearem o arco-e-flecha. Jeremias fala tentando alertar um grupo de pessoas. Abel percebe a aproximação do exército babilônico e grita alertando a Asher, Joana e Zac. Jeremias segue alertando o povo para a invasão do rei Nabucodonosor. Zac, Asher, Joana e Abel correm desesperados em direção ao portão da cidade. Abel diz para Asher, Zac e Joana continuarem correndo. Ele para e atira uma flecha contra o exército inimigo, que se aproxima. No alto da muralha de Jerusalém, os guardas ordenam o fechamento dos portões e soam o alarme. Enquanto trabalha em seu jardim, Dinah se assusta com o som das trombetas. O rei Eliaquim e a rainha Neusta estranham o barulho de alarme. Asher, Zac e Joana conseguem entrar, mas Abel fica do lado de fora. Asher se desespera ao ver que o irmão mais velho não entrou na cidade. Abel consegue atingir um soldado inimigo. Do alto de uma colina, Nabucodonosor observa o ataque de seu exército. Abel corre tentando salvar a própria vida. Arioque diz admirar a coragem do rapaz. Dinah e Uriel se preocupam com os filhos. Asher implora para os guardas abrirem os portões. Jeremias conversa com Baruque e avisa que nada poderá proteger seu povo agora. Aicão avisa ao rei Eliaquim sobre a presença de Nabucodonosor às portas da cidade. Fassur diz que apoiará o rei Eliaquim. Daniel observa o pânico das pessoas nas ruas da cidade. Abel tenta fugir e acerta mais um soldado inimigo. Efraim ajuda Asher e conseguem abrir o portão. Abel consegue entrar. Dinah pergunta sobre Uriel e Abel volta para o lado de fora em busca de seu pai. Efraim avisa que o rapaz é um bravo guerreiro. Ilana pede para Rebeca e Matias terem fé. Os soldados babilônicos lançam flechas e lanças contra Jerusalém. Os arqueiros hebreus respondem com flechadas. Abel se assusta ao ver um companheiro morrer ao seu lado. Chaim entra em casa e avisa sobre o ataque inimigo. Elga se preocupa com a ausência de Zac. Marta fica aliviada ao reencontrar Joana. Dinah sofre sem notícias de Abel. Nabucodonosor ordena que suspendam o ataque e avisa que os babilônicos farão um cerco à Jerusalém. Abel estranha ao ver os inimigos recuarem. Elga diz que fará um bolo para a deusa Isthar e Zelfa a repreende. Zac se preocupa com o pai de Asher e Chaim se mostra insensível. Dinah fica aliviada ao reencontrar Abel. Zadoque ora a Deus. Joaquim alerta o rei Eliaquim para os avisos de Jeremias, mas o rei não o escuta. Nebuzaradã diz não ver a hora de atacar Jerusalém, mas Arioque avisa que é preciso ter paciência. A princesa Nitócris reclama dos sermões de Aspenaz. Shag-shag conta a história de uma deusa chamada Sammu-Ramat. Em Jerusalém, o povo começa a sentir as consequências do cerco de Nabucodonosor. O rei Eliaquim ordena que racionem os alimentos dos servos para não faltar nada à família real. Chaim flagra o filho Zac brincando com Asher e joga o brinquedo no fogo. Elga sai para visitar Dinah. Fassur acusa Jeremias de ser um traidor. Elga oferece um amuleto para Dinah, que não aceita. Beroso faz um preparado para realçar a beleza da princesa Nitócris. Evil-Merodaque e Kassaia riem da irmã. A rainha Amitis diz sentir a falta do marido. Em um campo próximo a Jerusalém, Uriel tenta se esconder dos soldados babilônicos. Arioque conversa com Nabucodonosor e fala sobre um espião entre os hebreus. Um soldado chega e avisa que encontraram um pastor hebreu. Rebeca diz que em breve faltará alimento na cidade. Joana avisa que é preciso ter fé em Deus. Arioque pergunta se Nebuzaradã está preparado para mais uma missão. Fassur se irrita com Joana e ameaça agredí-la. Marta e Efraim chegam a tempo e impedem. Matias e Rebeca ajudam seus pais, Ilana e Ravina. Hananias encontra com um oficial babilônico do lado de fora da cidade e recebe ouro. O falso profeta conduz Nebuzaradã e outros soldados por um buraco na muralha da cidade. Joana abraça os pais carinhosamente. Nebuzaradã e os outros soldados entram na cidade com a ajuda de Hananias. Abel nota a aproximação de alguns homens de Nabucodonosor portando o estandarte babilônico. Neusta mostra calma diante de toda a situação. Arioque se aproxima e diz ter um recado do rei Nabucodonosor. O oficial avisa que se os hebreus não se renderem, terão o mesmo fim do pastor Uriel. Asher se desespera ao ver seu pai com uma espada no pescoço. Nebuzaradã mata alguns hebreus e segue pelo interior da cidade. Abel atira em um soldado inimigo. Nebuzaradã abre os portões da cidade e Arioque grita ordenando o ataque. Uriel é atingido por uma flechada e cai. Asher se desespera. Abel vê a aproximação do exército babilônico. Os soldados de Nabucodonosor invadem Jerusalém e destroem tudo. Daniel avisa para seguirem para o templo. Jeremias e Baruque também seguem para o local. Asher ajuda Uriel a se salvar. Hananias pede para não fazerem mal a Fassur. Joana se desespera ao ver Marta e Efraim sendo assassinados. Nebuzaradã a olha com frieza. Abel observa Asher chegando com seu pai. Ele corre para encontrá-los, mas é atingido por uma flechada e cai do alto da muralha. Asher se desespera ao ver o irmão morto.

Quinta, 15 de Agosto Capítulo 03

Asher explode de raiva. Joana chora suplicando por ajuda. Ezequiel salva a vida de Asher. Aicão aconselha Eliaquim a se render. Tentando protegê-los, Neusta prende Joaquim, Hassube e Zuriel no quarto. Elga chama Zac e Chaim. Ela avisa sobre a invasão. Daniel defende Jeremias. Os soldados babilônicos tentam destruir o templo de Jerusalém. Nabucodonosor entra na cidade. Nebuzaradã reconhece Chaim e avisa que ele já vendeu armas para a Babilônia. Elga e Zac tentam se proteger em um beco. Chaim os encontra. Asher tenta cuidar de Uriel. Zelfa cuida dos filhos de Elga e Chaim. Zac vê Joana e tenta ajudá-la, mas é impedido por Chaim. Elga reencontra os filhos. Chaim proíbe Zac de sair para ver Joana. Zadoque diz que Jeremias avisou sobre o ataque dos babilônicos. Uriel diz que Asher precisa ter fé. Os babilônicos invadem o templo. Daniel e Jeremias são rendidos. Gedalias e Micáias fogem de Nebuzaradã. Aicão e Zedequias aconselham o rei Eliaquim a se entregar. Gedalias e Micáias são rendidos por Arioque. Nabucodonosor pede para ser levado até o rei de Judá. Eliaquim é surpreendido com a chegada de Nabucodonosor em seu palácio. Na Babilônia, a princesa Nitócris reclama de Evil e Kassaia para Amitis. Aspenaz se oferece para ajudar a rainha. Nitócris maltrata Nabonido. Ela encontra com o sacerdote Beroso e pede para ele fazer uma fórmula para torná-la filha única. Evil-Merodaque conversa com Kassaia e diz que ele nunca conseguirá ser tão forte como seu pai. Shag-Shag tenta arrumar clientes dizendo saber adivinhar o futuro. Sammu-Ramat avisa que será tão poderosa quanto a deusa de mesmo nome. O rei Eliaquim reclama dos altos impostos que Nabucodonosor quer cobrar. O soberano da Babilônia o ameaça. Chaim sai de casa para ver o estado de sua oficina. Zac vai atrás do pai. Eliaquim reclama das condições impostas pelo rei da Babilônia. Neusta fica aliviada ao saber que o perigo já passou e se recusa a ouvir sobre os assuntos políticos. Jeremias encara o rei da Babilônia no templo e revela sua profecia. Nabucodonosor manda pouparem sua vida e ordena que levem alguns nobres de Judá para a Babilônia. Dinah vê Uriel e Asher trazendo o corpo de Abel. Zac se desespera ao ver alguns soldados babilônicos se aproximarem de Joana.

Sexta, 16 de Agosto Capítulo 04

Zac chama a atenção dos soldados para livrar Joana. Arioque escolhe Daniel, Misael, Ananias e Azarias para seguir com seu exército para a Babilônia. Um hebreu tenta subornar Nebuzaradã e é morto. Zac corre, fugindo dos soldados. Ele cai de um terraço e é encontrado por Chaim. Fassur vê os corpos dos pais de Joana. A menina pede ajuda na casa de Ravina. Arioque e Nebuzaradã levam os prisioneiros hebreus. Fassur encontra Jeremias e o ofende. O profeta encara o sacerdote e avisa que Deus o castigará. Dinah lava o corpo de Abel. As tropas vitoriosas de Nabucodonosor deixam Jerusalém carregando centenas de cativos hebreus. Daniel diz para Azarias, Misael e Ananias terem fé. O rei Eliaquim desconta a raiva em seu irmão, Zedequias. Ele avisa que o povo terá que trabalhar muito para pagar os impostos cobrados por Nabucodonosor. Chaim dá uma bronca em Zac por ele ter fugido para ajudar Joana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *