Ouro Verde de 16 a 21 de Setembro de 2019

Segunda, 16 de Setembro Capítulo 55

Gonçalo procura Miguel no banco para lhe falar de Zé Maria. Gonçalo pergunta a Miguel se ele mandou matar os Magalhães. Miguel nega todas as acusações que lhe são feitas e, juntamente com Otelo, ameaça acabar com o jornal caso publiquem algo. Lemos informa Gonçalo que vão avançar com a publicação. Bia entrega a medalha de São Jorge a Henrique para ele a guardar enquanto está fora. Gonçalo flirta com Rita no final de uma aula de ioga. Rita janta com o marido e diz-lhe que Mónica deve ter arranjado alguém para se querer divorciar, quando Mónica aparece com Otelo para jantar. Amanda diz a José que um jornal vai publicar uma notícia a acusar Miguel da morte dos Magalhães.
José fica em choque com a notícia e diz a Amanda que a entrevista de Zé Maria pode significar o fim do banco. Otelo ameaça Lemos com uma arma. Gonçalo fica a saber que o diretor foi ameaçado e põe Lúcio a par disso. José pede ajuda a Jorge, que diz que a solução é tirar Miguel da presidência antes da publicação da entrevista.

Terça, 17 de Setembro Capítulo 56

Miguel fica furioso ao saber que Mónica foi jantar fora com Otelo, que se declara à médica. Otelo diz a Miguel que a providência cautelar foi aceite. Gonçalo aciona o alarme de incêndio para evacuar toda a gente e impedir que sejam notificados pelo tribunal para poderem publicar a entrevista. Os trabalhadores saem do edifício do jornal. Lemos dispensa toda a gente, exceto o designer gráfico. Miguel avisa Mónica que o divórcio deles será litigioso. Lemos, Gonçalo e o designer fogem de Otelo, enfiando-se num táxi. Miguel nega todas as acusações que lhe são imputadas pelo pai. Hadja incita Cláudia a lutar pelo amor de Salvador e esta aparece em casa do rapaz, que se prepara para viajar. Gonçalo, Lemos e o designer escondem-se em casa de Lúcio para preparar a publicação do jornal. José, diante de Jorge e António, diz a Miguel que ele deve renunciar à presidência do banco. José diz a Miguel que António será o próximo presidente do banco, mas Miguel recusa renunciar. Miguel despede Amanda. A assistente social recusa ajudar Vera a encontrar o filho, dizendo-lhe que perdeu todos os direitos de mãe quando o deu para adoção.

Quarta, 18 de Setembro Capítulo 57

Hadja diz a Jéssica que podiam ser família de acolhimento de Henrique e ela concorda. Jorge tranquiliza Amanda, dizendo-lhe que ela vai ter o seu lugar no banco e que ninguém sabe que ele é Zé Maria. Miguel pergunta ao dono do jornal quanto quer pelo negócio. De partida para o Brasil, Jorge revela a Bia ter algo muito importante para lhe dizer. Jorge revela a Bia que José quer afastar Miguel da presidência do banco. António revela a Rita que vai ser presidente do banco, mas acaba em casa de Inês com quem se envolve. Miguel tenta a todo o custo que o dono do jornal lho venda, mas não consegue.

Quinta, 19 de Setembro Capítulo 58

Paula expulsa Gonçalo e Lemos, que acabam por se esconder em casa de Hadja para não serem notificados. Amanda conta a José que Miguel mandou matar os Magalhães e Mónica fala-lhe da responsabilidade do marido na morte de Ramos de Almeida. Otelo e Miguel andam à bulha, mas Miguel garante que vai continuar a lutar, para satisfação de Otelo.
Mónica conta a José da morte de Ramos de Almeida, acusando Miguel de ser um assassino e deixando José muito perturbado, ao ponto de quase não conseguir respirar. António aparece embriagado em casa de Inês a dizer que é um falhado e Inês, preocupada, diz-lhe que vai fazer um café bem forte. Acaba por revelar que a ama.

Sexta, 20 de Setembro Capítulo 59

Enquanto Hadja e Lemos explicam a Jéssica o que se passa, Gonçalo atira-se a Vera e acaba por beijá-la. Bia aparece já de banho tomado e, a sós com Salvador, diz ao irmão que já notou o interesse dele por Aparecida e vai ver o telemóvel, ficando em choque com a mensagem de Inês. Bia diz a Jorge que vai embora e que não consegue mais acreditar nele, mas Jorge diz-lhe que lhe vai provar que não foi ele que falou com o jornal.

Sábado, 21 de Setembro Capítulo 60

Miguel diz que conta com as autoridades para encontrar o autor da entrevista que, juntamente com o jornal, irá ser responsabilizado por todos os danos que causarem a ele e ao banco, além de agradecer à família por nunca ter duvidado da sua inocência. Rita está histérica por António não ir ser presidente do banco e por lhe ter pedido o divórcio. António entra no quarto e fica em pânico ao ver Rita caída na cama, com um frasco vazio de comprimidos ao seu lado. Bia diz a Jorge que não há qualquer hipótese de a relação deles se manter e, mesmo com Jorge a dizer que a ama, Bia diz-lhe que não vai haver casamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *