Porto dos Milagres

Porto dos Milagres é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo de 5 de fevereiro a 29 de setembro de 2001, em 203 capítulos, substituindo Laços de Família e sendo substituída por O Clone.[1][2] Foi a 60ª “novela das oito” exibida pela emissora. Escrita por Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares, a telenovela foi inspirada nos romances Mar Morto e A Descoberta da América pelos Turcos, ambos do escritor brasileiro Jorge Amado. Foi escrita com colaboração de Nelson Nadotti, Filipe Miguez, Glória Barreto e Maria Elisa Berredo, direção de Fabrício Mamberti e Luciano Sabino, direção-geral de Marcos Paulo e Roberto Naar, enquanto a direção de núcleo ficou a encargo de Paulo. Porto dos Milagres conta com Marcos Palmeira interpretando o papel principal, um valente pescador que vem a ser disputado amorosamente pelas personagens de Flávia Alessandra e Camila Pitanga. O personagem de Palmeira também vem a ser o rival do personagem de Antônio Fagundes, na pele de um prefeito inescrupuloso, acompanhado de sua esposa ambiciosa, interpretada por Cássia Kis, que faz de tudo para que seu marido nunca saia em prejuízo, e que não demonstra amor materno para seu filho, papel defendido por Leonardo Bricio, que também nutre um sentimento amoroso pela personagem de Alessandra. Algumas controvérsias envolvendo a produção aconteceram durante e depois de sua exibição, como o núcleo reduzido de atores negros apesar da trama ser ambientada na Bahia, além de membros de Igreja Católica criticarem a Rede Globo pelo culto ao candomblé dentro da novela; políticos brasileiros também expressaram descontentamento com a trama, devido a enredos serem muito parecidos com o que acontecia na vida real. Apesar disso, Porto dos Milagres foi um sucesso de audiência, conquistando uma média de 44 pontos em geral e sendo geralmente bem recebida pela crítica especializada, mas que apontou que a dupla de autores estava defasada ao escrever novamente um folhetim de realismo fantástico.
Saiba mais sobre a novela Porto dos Milagres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *